A questão da gorjeta

A cultura da gorjeta em Aruba é muito parecida com a cultura americana, até porque eles são quase 80% do público dos hotéis. Eu acho que por isso às vezes, alguns brasileiros quando vêm a Aruba têm a impressão que os americanos são mais paparicados nos hotéis ou restaurantes. Vejam bem, os americanos são gorjeteiros por natureza. Eles costumam andar com dólares soltos no bolso e vão distribuindo a todos que os atendem. E isso faz com que eles sejam melhor atendidos, claro.

A primeira vez que eu notei como isso funciona foi quando viajei com meus sogros pela primeira vez, treze anos atrás. Nós fomos para a Andaluzia e para Portugal de férias e eu ficava impressionada como meu sogro não parava de dar dinheiro para todo mundo. Ele é arubiano, não americano, mas a cultura é a mesma. O garçom trazia a bebida? Um eurinho na mão. Era o que bastava para que ele passasse a noite inteira nos paparicando e ao final da refeição, sempre havia mais uns 15% de gorjeta. Se voltássemos no restaurante no dia seguinte, só faltavam por um tapete vermelho no chão. 😉 No hotel onde ficávamos, ele sempre deixava uns 2 euros por dia para a camareira, nossos quartos ficavam um brinco e acabávamos ganhando uns brindes: creminhos extras apareciam no banheiro. Também não faltava gorjeta para os carregadores de mala e os guias de passeios.

Aqui a coisa funciona mais ou menos assim. Existem certas categorias em que a gorjeta é esperada. E se você não der gorjeta, não se admire ao ver como os hóspedes americanos são tratados a pão-de-ló.

Quanto se dá?

Restaurantes

O costume é dar entre 15% a 20% de gorjeta. Algumas vezes o valor está incluído na conta, outras, eles te dão a conta com um espaço embaixo para escrever quanto pretende dar de gorjeta e assim eles calculam quanto fica a conta em total. Preste bem atenção, porque muitas vezes, mesmo com a taxa de serviço já incluída na conta, eles ainda deixam um espaço para você dar mais gorjeta ainda! Em bares, você pode dar $1 extra quando pedir um drink no balcão. Pode ter certeza que a sua bebida vai ser servida generosamente quando for pedir outra.

No hotel

Os carregadores de mala esperam receber uns $2 por mala.

As camareiras costumam receber uns $2 a $3 por dia. Mas você precisa por um bilhetinho de agradecimento, tipo thank you, senão elas não vão tocar a gorjeta. Tem gente que costuma dar a gorjeta para as camareiras somente no último dia, mas se você der diariamente, vai ser mais paparicado.

Se o porteiro chamar um táxi para você, lembre-se de dar-lhe $1.

Se o concierge simplemente dá informações, não é motivo para gorjeta. Mas se ele fizer algo além do esperado para seu trabalho, como conseguir reserva em um restaurante ou algum outro pedido especial, ele pode receber uns $5 ao final da estadia.

No táxi

Essa é uma parte meio nebulosa por aqui. Como o preço dos táxis é tabelado, alguns taxistas não aceitam gorjeta. Mas alguns sim, esperam receber uma graninha extra, não tem um percentual fixo nisso.

Passeios

Nesses casos costuma-se dar uns $5 para o guia e uns $2 para o motorista.

All inclusive

Ao contrário do que muita gente pensa, a gorjeta não está incluída no all inclusive. E é por isso que essa categoria de hotel tem dificuldade em arrumar mão-de-obra. Porque eles pagam aquele salário bem baixo que os hotéis pagam e ainda por cima, os funcionários recebem pouca ou nada de gorjeta. Assim que se você se hospedar em um, lembre-se de dar um agrado para aqueles que fizerem bem o seu trabalho.

Qualquer que seja o caso, lembre-se que dar gorjeta sempre vai tornar sua estadia mais prazeirosa. Os funcionários do hotel falam entre si e comentam se um hóspede é mão-de-vaca ou generoso. E a imagem que eles tem de você vai ser determinante no tipo de atenção que você vai receber. Independente da nacionalidade.

Dicas para economizar na sua viagem a Aruba

Se você está pensando em vir para Aruba, mas está preocupado com os gastos, esse post é para você. Eu fiz uma coletânea de dicas para economizar na viagem e aproveitar a ilha como um local.

  • Venha na baixa estação local: entre maio e novembro. Os meses de outubro e novembro são um pouco mais chuvosos (apesar que menos que o verão brasileiro), mas de forma geral a baixa temporada equivale a preços baixos, bom tempo, praia e piscinas relativamente vazias.
  • Compare os preços dos hotéis. Apesar de julho ser um mês de baixa estação em Aruba, algumas operadoras de turismo cobram preços iguais aos de janeiro para os turistas incautos. O preço médio da diária em janeiro costuma ser 50% mais alta que em julho. Leia o meu post ultra detalhado, onde eu falo sobre todos os hotéis da orla marítima. Existem hotéis familiares (com cozinha completa), existem hotéis que servem para quem só precisa de uma boa cama para dormir e existem os resorts com uma estrutura completa para quem não quer ter que sair do hotel para nada.
  • Abra mão de certas coisas. Claro que se todo mundo pudesse ficaria uma longa temporada no resort mais luxuoso, mas se você não puder, eleja os critérios mais importantes para você: melhor praia ou agitação noturna, passar o dia no hotel ou fazer muitos passeios, comodidade ou aventura, pé na areia ou atravessar a rua.
  • Amplie seu leque de opções. Aruba tem muita, mas muita variedade no quesito lugares para se hospedar. Os resorts de Palm Beach são só uma parte desse leque. Aqui também é possível se hospedar por menos de cem dólares a diária e ficar em um apartamento ou por esse preço em um timeshare pé-na-areia, o que possibilita uma estadia mais longa para quem gosta.
  • Não se hospedar num hotel que não seja pé na areia não significa ficar longe da praia. Alguns hotéis não são pé na areia, mas estão exatamente em frente, você só tem que atravessar uma rua bem mais estreita e menos movimentada que a Vieira Souto ou a rua de Boa Viagem, em Recife. E eu nunca ouvi ninguém reclamar que teve que atravessar a rua nos excelentes hotéis à beira mar do Brasil. A foto abaixo foi tirada no portão de um hotel que fica em Eagle Beach. Vejam a distância do hotel à praia. A diária de um hotel que não seja pé-na-areia pode custar menos que 1/3 do preço de um resort.
eagle beach vista da entrada de um hotel
  • Não tenha medo de “passar fome” se ficar em Eagle Beach ou Oranjestad. Um dos comentários mais bizarros que eu já vi foi alguém dizer que se você se hospedar em Eagle Beach vai ter que pegar um táxi para ir comer. Todos os hotéis de Eagle Beach tem, pelo menos um restaurante grande e uma lanchonete. A maioria tem uns quatro restaurantes, que variam no tema: pizzaria, carnes grelhadas, etc. Isso significa que no mínimo você vai ter o restaurante do próprio hotel e os restaurantes dos hotéis que estão ao redor dele. Desde 2012 o cassino Alhambra inaugurou um shopping atrás dele com várias opções para comer e comprar. O shopping fica bem em frente aos hotéis Casa Del Mar, Aruba Beach Club e Manchebo e acrescenta ainda mais opções de lugar para comer within walking distance. Além disso, Eagle Beach é a região com restaurantes mais sofisticados de Aruba, seja por restaurantes de renome que ficam dentro de hotéis ou por aqueles que ficam à parte. Em Oranjestad, você vai ter uma variedade enorme de restaurantes (os meus preferidos ficam lá, aliás), é o lugar de compras por excelência e os preços serão mais acessíveis.
  • Se você quiser passar uma longa temporada e não tem muita grana, procure pousadas (apartamentos). Leia o post onde eu explico em detalhes esse tipo de hospedagem.
  • Se você quiser se hospedar em um timeshare, eu ofereço o serviço de procurar ofertas para a semana que você quiser. Procurando ofertas e falando com proprietários, dá para conseguir preços tão em conta quanto $500 por uma semana na baixa temporada.
  • Planeje sua viagem com antecedência. Isso significa pelo menos uns 4 meses. Eu intermedio o aluguel de quartos de timeshare, mas se você me mandar um email 1 mês antes de vir, dificilmente eu vou conseguir alguma coisa, muito menos barato. Lembrem-se que Aruba recebe turistas americanos e europeus, que planejam sua viagem com até mais de um ano de antecedência.
  • Todos os restaurantes oferecem água com gelo aos clientes. Isso porque a água encanada de Aruba é de excelente qualidade e os arubianos têm muito orgulho disso. Os garçons ficam passando e enchendo o copo dos clientes com a maior boa vontade. Se não não fizer questão de pedir alguma bebida, não tenha vergonha. Eu mesma nem sempre peço algo para beber quando comemos fora, isso porque água para mim já está de bom tamanho.
  • Sempre pergunte ao garçom se o restaurante tem algum menu especial. Aqui é muito comum que eles ofereçam um menu com opções reduzidas e ótimo preço. São super comuns por exemplo: Christmas menu (menu de natal), Easter menu (menu de páscoa), Koningsdag menu (menu de dia de aniversário do rei) entre outros. Então, na dúvida, sempre pergunte, que você pode ter uma boa surpresa, como nós tivemos. Além dos menus de datas festivas, a grande maioria dos restaurantes oferece o early bird menu, para clientes que vêm jantar antes das 19h.
  • Se você gosta de beber na praia, uma boa dica (dada por uma amiga experiente) é comprar garrafinhas de destilados no free shop da vinda. Você pode colocar as garrafinhas na bolsa ou no bolso e gastar só com um refrigerante ou suco daí você aproveita a sua bebida para preparar o seu próprio drink sem gastar tanto.
  • Outra coisa que vale a pena são pequenas bolsas térmicas. Todos os hotéis tem sua própria máquina de gelo à disposição dos hóspedes. Então, o que muita gente faz é ir ao supermercado, comprar suas bebidas e descer para a piscina com a bolsa cheia. Se você for alugar carro para conhecer praias distantes do hotel, também vale a pena passar no supermercado para se abastecer com latinhas de bebida ou mesmo água e evitar os preços excessivos dos bares de praia.
  • Não tenha medo de preparar seu lanchinho no buffet de café da manhã. Se você sair do buffet com alguma fruta e um sanduíche, ninguém vai te olhar feio. Os turistas americanos e canadenses sempre fazem assim e todo mundo está acostumado.
  • Aluguel de carro em Aruba é bem mais barato que no Brasil. Na baixa temporada, diárias a partir de $35 e na alta a partir de $42. Não existe uma locadora com os melhores preços. O mercado é bem competitivo e eles vivem fazendo promoções, assim que sempre pesquise e compare.
Para finalizar, uma anedota: em fevereiro eu conheci uma família de gaúchos que veio por um mês. Eles ficaram numa pousada no meio da ilha, pagando menos de cem dólares a diária. Alugaram carro, fizeram todos os tours das operadoras e conheceram todas as atrações que quiseram, além de ir para Curaçao por 4 dias. Eles davam risada dizendo que seus amigos pensavam que eles estavam nadando em dinheiro, quando na verdade tinham gastado menos que gastariam pelo mesmo tempo no litoral do Brasil.
divi divi eagle beach

Hard Rock Hotel & Casino será construído em Aruba

imagem de divulgação em 3d do hotel
Imagem: divulgação

Hoje o ministro do turismo anunciou que o grupo Hard Rock vai construir um hotel no lugar do finado Bushiri Resort. Quem conhece Aruba já deve ter visto um hotel em ruínas que fica quase em frente ao supermercado Super Food, a meio do caminho entre o Tamarijn e o porto. O Bushiri Resort era um all-inclusive que era propriedade do governo e administrado pelo mesmo. Você já viu um governo administrar um hotel e dar certo? Pois é, não deu. Há nove anos, o Bushiri faliu devido à má administração e a problemas políticos. Lá também funcionava uma escola de hotelaria, que permitia que os estudantes aprendessem na teoria e na prática como funciona um hotel e por isso, o fechamento dele foi lamentado por grande parte da população. E desde então, o Bushiri ficou lá, deteriorando-se e perdendo o seu valor. Durante esses quase dez anos, os contribuintes da ilha continuaram arcando com os custos dessa ruína: teve uma época que ele foi ocupado por uns drogados, teve outra que foi infestado por mosquitos, sapos, etc.

Copyright: arubabeaches.net

A população nunca chegou a um consenso sobre o que deveria ser feito com o Bushiri e nem os políticos: alguns queriam que fosse vendido para um grupo hoteleiro, outros queriam que fosse construído um edifício do governo, outros sugeriam que fosse um spa e outros queriam que fosse transformado numa grande praia pública. O governo anterior chegou a fazer uma concorrência pública para a venda dele e o ganhador foi o grupo espanhol Meliá, que ia construir o tradicional kit hotel + cassino. O acordo nunca chegou a se concluir porque o governo e o grupo Meliá não chegaram a um acordo a respeito dos termos da venda. Parecia que nunca ia haver uma solução que agradasse a todos.

Até hoje. O projeto anunciado pelo ministro de turismo parece ter potencial para agradar a todos. O grupo Hard Rock se comprometeu a construir, além do hotel e cassino, um learning center de 1.000 m2, onde o governo e entidades governamentais vão ter livre acesso. Essa foi uma exigência apresentada aos dez compradores em potencial que mostraram interesse quando o governo atual resolveu reabrir a concorrência para a venda do lugar. O Hard Rock também se comprometeu a fazer melhorias no trecho de praia que o ligam ao Tamarijn e deixar essa área aberta ao público. Essas melhorias vão estar em linha com o projeto do linear park, desenvolvido pelo meu marido. Eu expliquei um pouco do projeto nesse post aqui.

No tocante ao hotel mesmo, o anunciado foi que ele terá 7 andares e os quartos custarão entre U$ 170 e U$ 280. Vai ter a categoria de 4 estrelas. A previsão de inauguração é o segundo trimestre de 2014.

Timeshare – uma opção de hospedagem

Atualizado em março de 2017

O custo benefício de se hospedar em um timeshare em Aruba é imbatível. Mas a maioria dos brasileiros não sabe como funciona esse sistema. Aqui está um resumo do que você precisa saber para aproveitar essa opção.

Hotel comum x timeshare: qual a diferença?

Os hotéis do tipo timeshare não têm um dono, os donos são todos os proprietários que compram o direito de uso de uma ou mais semanas. O hotel recebe hóspedes com um hotel comum, mas devido a certas particularidades, vale a pena explicar como isso é interessante para o turista comum.

Como funciona? O esquema básico, usado na maioria dos hotéis é a venda de semanas específicas. Você compra uma semana do ano e essa semana é sua, para sempre. Anualmente, paga-se uma taxa de manutenção, sendo que o valor, como tudo, varia de hotel para hotel. Como o quarto é seu naquela semana, você tem três opções:

1) usá-lo na semana que lhe cabe;

2) emprestar, alugar, ou;

3) avisar o hotel com antecedência que você não vai fazer uso da sua semana naquele ano específico. Nesse caso, eles podem alugar o seu quarto e mandar o dinheiro para você. Normalmente o hotel cobra uma comissão, aqui em Aruba costuma ser 15%. Os 85% restantes são enviados para o dono do quarto.

Daí você pensa: mas eu só quero ir por uma semaninha a Aruba, não quero comprar nada, então para quê isso me interessa?

Resposta: alugar uma semana de hotel de um proprietário de time sharing é uma das opções mais econômicas que existem de hospedagem porque eles sempre vão oferecer um preço mais baixo que o preço do próprio hotel.

Vou detalhar as particularidades do time-sharing

A semana

A semana pode ser contada a partir da 5a feira, da 6a feira, do sábado ou do domingo, com o check-in normalmente a partir das 16h e o check-out às 11h do mesmo dia na semana seguinte. Em Aruba especificamente, a grande maioria dos hotéis trabalha com semana de sábado a sábado, então já vou listar as exceções: o Renaissance tem semana de 6a feira a 6a feira, assim como o Costa Linda. O Playa Linda tem semana de domingo a domingo. O Marriott e o La Cabana têm semanas começando em qualquer das 4 opções. Todos os outros têm somente semana de sábado a sábado.

No Brasil nós não temos o costume de pensar em termos de que número de semana estamos, mas na Europa e nos EUA é muito comum pensar e planejar as coisas assim. A semana é um dos fatores que mais pesam no preço de um time-share (e consequentemente do valor do aluguel), e aqui em Aruba, as semanas mais procuradas e mais caras, consideradas alta estação são de 1 a 16 e as últimas, de 50 a 52, sendo que dessas, provavelmente as mais procuradas sejam as duas primeiras do ano. As semanas de 17 até 50 são semanas de baixa temporada, por isso mais baratas. Nesse calendário aí embaixo vocês podem ver que dia começa cada semana do ano.

calendario semanal 2017

calendario semanal 2018

 

Quarto familiar

A grande vantagem de se hospedar em um timeshare é que a maioria dos quartos têm cozinha completa e sala de estar, o que ajuda um montão para quem está viajando com crianças, especialmente bebês e crianças pequenas que tem necessidades alimentares diferentes do resto da família. O quão completa é a cozinha varia, mas o básico sempre é uma geladeira grande, pratos, vasos, panelas e talheres, microondas, torradeira, etc. Em alguns hotéis, a cozinha não tem forno, só a parte de cima do fogão e em outros tem até máquina de lavar louças e máquina de lavar roupas. A localização do quarto também influencia no preço, normalmente sendo eles divididos entre de frente para o mar, com vista para o mar, com vista para o jardim e outros (vista para o estacionamento ou patio interno). O fato de se ter uma cozinha completa também barateia os gastos com alimentação, já que torna possível comprar alimentos mais variados no supermercado.

O tamanho do quarto varia bastante, mas todos os timeshares têm sofá-cama além cama:

  • studios – cozinha, quarto de dormir e sala de estar no mesmo ambiente, normalmente existe um sofá cama, além da cama e cabem 4 pessoas;
  • 1 quarto – varia entre os que tem duas camas de casal no quarto e os que tem uma cama de casal no quarto e sofá-cama na sala, cabem entre 4 e 6 pessoas;
  • 2 quartos – normalmente um com cama de casal e outro com 2 camas de solteiro, cabem entre 6 e 8 pessoas;
  • 3 quartos, em que cabem de 8 a 10 pessoas.

Alimentação

Sempre que comprar uma semana de time-sharing, você estará comprando só o quarto, o café da manhã não vai estar incluído. Os hotéis sempre têm restaurantes para os que preferem comer fora ou você pode usar a cozinha completa para cozinhar.

Público

A grande maioria dos usuários de timeshare são famílias, especialmente famílias com filhos pequenos. Na baixa temporada, quando as crianças estão na escola, o público maior são aposentados. E devido à pouca divulgação que esse sistema tem no Brasil, a grande maioria de usuários são americanos e canadenses, seguidos de longe por holandeses.

Como se hospedar

Como o timeshare tem essa particularidade das semanas pertencerem a diferentes donos, a maioria deles não está associado a sites de reservas como decolar, booking, etc. Para saber o preço e a disponibilidade, você tem que ir ao site próprio do hotel.

Se você achar que esse preço ainda está alto, fazemos o seguinte: você manda um email para info@guiadearuba que eu tenho meus contatos e e procuro por proprietários que estão alugando suas semanas. Como funciona o aluguel direto com o proprietário? Eles dizem o preço e a semana disponível. Se você estiver interessado, eu entro em contato com eles e checo com o hotel se ele realmente é proprietário, se ele está em dia com a manutenção. Como eu já trabalhei em um timeshare, tenho maneira de fazer esse processo mais rápido. Daí nós combinamos a forma de pagamento. Quando você tiver pagado, o proprietário manda uma autorização para que o hotel faça a reserva em seu nome e está tudo certo, a semana é sua. O hotel manda uma confirmação para o seu email.

Esse sistema dá um pouco mais de trabalho, mas se vocês virem por quanto é possível ficar uma semana na praia de Aruba, verão que vale a pena. O preço costuma ser bastante mais em conta que o de um resort e mais em conta que alugar diretamente com o hotel. Exemplo: dá para conseguir na baixa temporada, um quarto com duas camas de casal ou uma cama de casal e um sofá-cama, que comporta 4 pessoas confortavelmente por uns $800 a $900. E isso para um pé-na-areia em Eagle Beach. O preço pode subir para uns $1150 se for em Palm Beach. Na alta temporada, de dezembro a abril, os preços sobem, naturalmente.

 Os arubianos e o time sharing. Curiosamente, uma grande parte dos arubianos é proprietária de pelo menos uma semana num hotel. Parece estranho hospedar-se em um hotel onde você mora, mas ter uma semana faz com que você seja sócio do hotel e possa usar suas facilidades como se fosse um clube. Eu, por exemplo, adoro frequentar o hotel em que meus sogros tem uma semana (Aruba Beach Club). Acho extremamente cômodo chegar, pegar toalhas limpas, sentar-me em qualquer espreguiçadeira, ter uma sombra garantida (ao contrários dos hotéis high rise, nos low rise sempre têm sombra disponível) e aproveitar as piscinas. Aqui em casa, nós três preferimos piscina à praia e nos hotéis sempre tem bebedouro e um parquinho para as crianças, o que faz com que a quantidade de tranqueira que eu tenho que levar seja mímina, praticamente só a roupa para trocar. Nós temos família e conhecidos com semanas em praticamente todos os hotéis que tem esse sistema, por isso conheço por dentro muitos quartos e por fora, muitas piscinas.

Finalizando, vale ressaltar que o sistema de time sharing é extremamente confiável, não tem nenhuma pegadinha. Minha própria família sempre usa esse sistema para ficar na praia quando vêm de férias, porque a relação custo-benefício é imbatível.

Se você ainda prefere ficar em um hotel normal e gerenciar sua própria reserva, procure o seu hotel no link abaixo e colabore para a manutenção do blog.

Buscar hotel

Destino
Data de entrada
Data de saida

 Hotéis com sistema de timesharing segundo o tipo de semana

6a feira a 6a feira

Renaissance Ocean Suites

Costa Linda

Sábado a sábado

Divi Dutch Village

Divi Village Golf

Divi Phoenix

Casa Del Mar

Aruba Beach Club

La Quinta

Paradise Beach Villas

Tropicana

Domingo a domingo

Playa Linda

5ªf a 5ªf, 6ªf a 6ªf, sábado a sábado e domingo a domingo

La Cabana

Marriott Surf Club

Marriott Ocean Club

Para ler meus comentários sobre cada hotel, veja o meu post completo com todos os hotéis de Aruba comentados.

29 hotéis de Aruba comentados

Post atualizado em abril de 2017
Uma pergunta comum nos comentários do blog é: em qual hotel é melhor ficar em Aruba? Ou: qual o melhor hotel de Aruba? Qual a melhor zona para se hospedar? Pensando em tirar essas e outras dúvidas, eu fiz esse post. Nele todos os 29 hotéis da orla marítima estão comentados, ou por mim, ou com link para comentários de quem se hospedou neles.

zonas hoteleirasOs hotéis de Aruba se concentram em 3 zonas hoteleiras: Palm Beach, Eagle Beach e Oranjestad (o centro). Muitos hotéis de Aruba não ficam em frente à praia, eles ficam na praia. Isso significa que entre o hotel e a praia não existe uma rua ou um calçadão. Como muitas das melhores praias foram vendidas aos hotéis, pelo menos eles fizeram uma lei que obriga os hotéis a não restringir o uso da praia aos hóspedes. Essa lei diz que a praia em Aruba sempre é pública, então os moradores (e você, como turista) podem entrar nos hotéis e ir à praia, só não podem fazer uso da piscina e das cadeiras. Aproveite a sua estadia e ande ao longo da costa. Você pode conhecer e comparar diversos trechos de praia.

Hotéis de Palm Beach

Em Palm Beach, estãos os hotéis high rise, que podem chegar a 15 andares, é a única região em que se pode construir a essa altura. Em termos de praia, Palm Beach não é melhor que Eagle Beach: a praia é mais estreita e como os hotéis têm mais hóspedes, existe menos espaço disponível. Por isso alguns hotéis, inclusive cobram para reservar as palapas de primeira linha do mar. Algo, diga-se de passagem, proibido, porque a praia é pública, assim como todas as construções dela, inclusive as palapas construídas pelos hotéis. Alguns hotéis tem um placa da associação de turismo dizendo que a praia é pública, mas a maioria não respeita. De todas as maneiras, mesmo sendo mais apertadinha que Eagle, Palm Beach também é linda: areia branquinha, mar azul bebê, tudo o que alguém espera de uma praia do Caribe. Só que o grande motivo pelo qual as pessoas escolhem ficar em Palm Beach é pelo agito, não pela praia. Na própria praia de Palm Beach, tem um calçadão estreito que faz com que seja bem fácil passear pelas praias dos hotéis e parar para tomar uma bebidinha, nos vários bares de praia, tanto dos próprios hotéis, quando independentes, como os do Pelican Pier ou do De Palm Pier. E atrás dos hotéis, existe um sem número de bares, restaurantes, lojinhas pequenas e grandes, shoppings pequenos e grandes, enfim, existe uma vida noturna que dá para ir andando, sem se preocupar com carro, estacionamento e táxi. E é exatamente por essa razão que, na maioria dos casos, não vale a pena ficar em um all inclusive em Aruba. A tentação fora do hotel é grande e dá pena não aproveitar ou pagar em dobro.

palm beach

Ritz Carlton

O hotel mais a oeste de Palm Beach, na verdade, já em Hadicurari Beach é o Ritz Carlton. Esse é considerado o hotel mais luxuoso, que apresenta particularidades como um concierge dedicado a cada hóspede, que entre outros mimos, extende a sua toalha na cadeira e busca bebidas e petiscos para os hóspedes. Vale a pena para quem quiser luxo e exclusividade. Como ele fica bem afastado do centrinho de Palm Beach, talvez seja uma boa ideia pegar um táxi para sair, porque o trecho é longo e a iluminação é bem mais ou menos. Mas, durante o dia, dá para ir andando ao point de windsurf e kite surf, a praia de Hadicurari. Leia os comentários de quem se hospedou lá e faça a sua reserva aqui.

Marriott

O Marriott tem um conjunto de três hotéis: o Marriott Stellaris, o Marriot Ocean Club e o Marriott Surf Club. O Marriott é um super hotel em termos de tamanho, luxo e estrutura. O cassino é um dos maiores de Aruba e o trecho de praia é bem mais largo comparado com os outros hotéis de Palm Beach. O Marriott Stellaris funciona como um hotel convencional, enquanto o Surf Club e o Ocean Club são timeshares, especializados em famílias, com quartos com cozinha completa ou minicozinha com microondas. Os hóspedes cada um dos hotéis podem desfrutar das piscinas e da estrutura dos outros. Dos três, o único que eu me hospedei foi o Surf Club e nós gostamos bastante, tanto que eu escrevi essa review completa dele. Se você quiser se hospedar no Ocean Club ou no Surf Club, alugando semanas de proprietários e economizando até 50% do valor de uma diária normal, escreva para mim no email info@guiadearuba.com, que eu verifico a disponibilidade e os preços para o período desejado.

piscina correnteza

Piscina de correnteza do Marriott Surf Club

Holiday Inn 

O Holiday Inn costuma ter os preços mais baixos entre os pé-na-areia de Palm Beach. É o maior hotel de Aruba em número de quartos, que estão divididos entre vários blocos. Já faz um bom tempo que eles estão renovando o hotel e que eu saiba, a maioria dos blocos já está pronta. Eu nunca me hospedei nele, mas eles tem um bom trecho de praia e também tem piscina de entrada zero, que é uma mão na roda para bebês e crianças pequenas. O ponto forte dele, sem dúvida, é a localização: bem em frente a um shopping e com muitas opções de bares, restaurantes e lojas a poucos passos. Se você quiser saber como está o hotel, leia os comentários de quem se hospedou lá e faça a sua reserva aqui.

holiday inn

Piscina de entrada zero

Playa Linda

O Playa Linda é um timeshare que fica exatamente no meio de Palm Beach, tanto se você considera o trecho de praia quanto se você considera a zona de bares e restaurantes. Ele é um timeshare que tem quartos bem confortáveis, que variam de um studio até um apartamento com 2 quartos, ideal para uma família grande. Eu adoro as piscinas de entrada zero, com umas quedas d’água que fazem sucesso entre adultos e crianças. Pelo booking é possível reservar o studio e o apartamento de 1 quarto. Se você vier em um grupo maior ou quiser saber qual o preço de uma semana alugada diretamente com o proprietário, mande um email para info@guiadearuba.com que eu posso verificar os os preços da semana em questão.

playa linda

Hyatt

O Hyatt é sinônimo de elegância e sofisticação. Os quartos são luxuosos, os restaurantes impecáveis e o paisagismo é de babar. O único inconveniente que eu vejo é a falta de acessibilidade da área externa, que tem uma quantidade impressionante de degraus. Por isso, eu não recomendo para idosos ou pessoas com dificuldade de locomoção. Em compensação, para quem tiver crianças  maiorzinhas, o tobogã da piscina é certeza de diversão. Leia os comentários de quem já ficou aqui e faça a sua reserva aqui.

hyatt

Barceló

É um all inclusive famoso pelos excelentes quartos e bom serviço, recomendado para quem gosta do sistema. Se você está no esquema de curtir só o hotel e não fazer passeios, essa é uma boa pedida. Reserve com grande antecipação, porque eles vivem lotados. Leia os comentários de quem se hospedou lá e faça a reserva aqui.

occidental

Brickell Bay

Na parte de trás do Barceló, está o Brickell Bay, que costuma ser uma alternativa econômica para quem só precisa uma boa cama para dormir e uma boa localização. A estrutura dele se resume a uma piscina pequena, mas os hóspedes que querem aproveitar a praia podem  ir ao quiosque do hotel situado à beira mar, onde existem espreguiçadeiras à disposição do hotel. O restaurante é bem simples, mas o que não faltam são opções de bares e restaurantes a poucos passos do hotel. Tenha em conta que recentemente, eles passaram a aceitar somente adultos, assim que não é uma opção para famílias. Leia os comentários de quem se hospedou por lá e faça a sua reserva aqui.

Hilton Aruba

Não tem como não gostar, o Hilton é completo, tem localização, praia, estrutura e charme. Além disso, ao meu ver, o melhor hotel de Aruba para crianças pequenas e pessoas com dificuldade de locomoção. A área externa, além de linda, é totalmente acessível, sem nenhum degrau, assim como as piscinas. Já me hospedei lá e fiz três posts, onde eu comento o quarto, a estrutura e a área externa.  Faça a reserva aqui.

radisson

RIU

O RIU e o RIU Antillas (só para adultos) são all-inclusive e provavelmente sejam os hotéis que mais recebem brasileiros em Aruba. Em termos de estrutura é praticamente só a piscina e a praia, mas vale por estar bem localizado.

riu

The Mill

Em frente ao Riu Antillas, na rua de trás, uma ótima opção, com quartos confortáveis e com cozinha completa. Ele é muito bem cuidado e mantido, temos amigos e familiares que já se hospedaram lá e sempre estão satisfeitos. Para chegar ao centrinho de Palm Beach é preciso dar uma andadinha de uns 5 min. Leia comentários sobre o hotel e faça sua reserva aqui.

Divi Phoenix

O Divi Phoenix fica bem na pontinha de Palm Beach, já chegando em Eagle. Ele faz parte de uma rede holandesa que tem outros cinco hotéis em Aruba. O Divi Phoenix funciona em sistema de timeshare e comprou o primeiro edifício de outro hotel que havia lá. Esse edifício foi mantido, é a torre e ao lado dela foram construídos vários blocos novos, onde dizem que os quartos são melhores. Eu nunca me hospedei lá, assim que recomendo que você leia os comentários de quem já ficou. O hotel tem duas coisas que todo mundo gosta: cozinha completa no quarto e churrasqueira na área externa que pode ser alugada. Por isso, como todo timeshare, recomendo muito para famílias. A área do hotel é bem ampla, assim como a extensão de praia. Só que nesse trecho não havia areia, era um trecho pedregoso, então eles fizeram algo como Baby Beach, construíram um muro de pedras em um certo trecho e essa baía se encheu de areia. Deu muito certo para eles e como a região não tem gente em trânsito, eles provavelmente têm o trecho de mar mais cristalino de Palm Beach. Para chegar ao centrinho de Palm Beach, é preciso dar uma caminhada boa. O conjunto de piscinas, bares e restaurantes está espalhado por diferentes áreas do hotel e é bem legal. Se você quiser fazer uma reserva, clique aqui. Se você estiver buscando um precinho camarada de algum proprietário, escreva para info@guiadearuba.com que eu vejo a disponibilidade e preços para as datas que você estiver procurando.

divi phoenix

Hotéis de Eagle Beach

Em Eagle Beach, os hotéis costumam ser únicos, não de rede, alguns são familiares, vários são do tipo timeshare e alguns pertencem a uma rede holandesa. Existem dois trechos distintos, o trecho mais próximo a Palm Beach é um trecho de calçadão e o trecho mais perto do centro é um trecho de hotéis pé-na-areia.

Trecho de Calçadão

Blue Residences

O primeiro hotel, no meio do caminho entre Palm Beach e Eagle é o Blue. Ele fica bem na pontinha de Eagle, já chegando em Palm Beach. O nome dele é residences porque ele funciona num mixto de hotel e apartamento residencial. Os apartamentos estão à venda e quem compra pode usar o período que quiser e no período em que ele não estiver usando, o apartamento é alugado por dias no esquema de hotel. Os quartos são muito bonitos, espaçosos e sofisticados. Todos os quartos são suíte com cozinha completa e 1, 2 ou 3 dormitórios. A vista é de babar, como vocês podem ver na foto. A parte não tão boa é que ele está no meio do caminho, portanto isolado tanto dos restaurantes de Palm Beach quanto dos restaurantes e bares de Eagle Beach. A praia na frente do hotel foi feita por eles, porque este trecho era pedregoso. Eu nunca fui, mas leitores aqui do blog que se hospedaram lá adoraram a prainha, sinal que eles trabalharam bem. Leia comentários de hóspedes e faça a sua reserva aqui.

vista de um dos apartamentos

Vista de um dos apartamentos

Amsterdam Manor

Esse é um hotel familiar fundado por uma família de holandeses que veio morar em Aruba há alguns anos atrás. É a mesma família que dirige o hotel até hoje e a arquitetura do lugar é o estilo colonial holandês. É um hotel pequeno e muito bem cuidado, um quatro estrelas que se esmera no serviço. Os quartos tem uma mini-cozinha. Tem a fama de ficar em frente ao melhor trecho de praia da ilha e é dos favoritos de casais em lua-de-mel. Leia os comentários dos hóspedes e faça a sua reserva aqui.

amsterdam manor

La Cabana

Esse é um timeshare que compartilha esse trecho espetacular de Eagle Beach com o Amsterdam Manor e o Paradise Villas. Eles renovaram recentemente todo o hotel, começaram pelo lobby, que ficou lindíssimo e agora estão com os últimos quartos. Além do trecho de praia ser ótimo, a área externa é bem grande e a estrutura bem completa: piscinas, toboágua, bares, restaurantes, spa, parquinhos, muita área para crianças correrem e também bastante sombra disponível. Se você estiver interessado em uma semana no La Cabana, é possível encontrar por $1000 na baixa temporada, quando alugando direto de um proprietário. Quem estiver interessado em alugar semanas de timeshare, mandem um email para info@guiadearuba.com e eu digo o preço e a disponibilidade para o período que vocês vierem.

la cabana

Tropicana

O Tropicana é outro timeshare e fica atrás do La Cabana, portanto não está na rua da praia. Antes ele fazia parte do La Cabana e tinha o nome de La Cabana 2. Os quartos são bem grandes nos dois hotéis, e agora eles estão passando pela renovação que o La Cabana teve em 2015. Talvez por isso, ele tenha excelentes tarifas que fazem que ele seja uma das boas pechinchas de Aruba. Os quartos são enormes e confortáveis, a área externa é grande, com duas piscinas, uma com tobogã, outra com cachoeira. Ele fica em frente a um dos maiores supermercados da ilha, o que faz que seja bastante econômico ter tanto a cozinha quanto o supermercado à disposição. Os comentários dos hóspedes são muito bons, assim que se você quiser se hospedar no Tropicana, clique aqui. Se você quiser alugar a semana de um proprietário e hospedar-se de maneira mais econômica ainda, mande um email para info@guiadearuba.com e eu verifico os preços e a disponibilidade para a semana desejada.

tropicana

Paradise Beach Villas

O Paradise também fica no melhor trecho de Eagle Beach, é menor que os vizinhos e tem uma área externa mais simples. Ele também funciona em regime de timeshare e aluga os quartos para não proprietários quando estes não vão utilizar essa semana. Se você tiver interesse no Paradise ou em algum outro timeshare, escreva para info@guiadearuba.com que eu vejo a disponibilidade.

paradise beach villas

MVC

O MVC é um hotel bem pequenininho, com apenas 19 quartos, super bem posicionado num dos melhores trechos de praia da ilha e segundo muitos leitores do blog, tem um atendimento impecável. Some-se a isso, o fato de que ele tem ótimas tarifas e um restaurante bem conceituado. Se você não precisa de estrutura, só precisa de um bom quarto, bom preço e bom serviço, não precisa procurar mais. Leia os comentários de outros hóspedes e faça a sua reserva aqui.

La Quinta

O La Quinta já fica um pouquinho mais escondidinho, porque a frente dele não dá para a praia, os fundos dele sim (não sei quem foi o arquiteto…) e é resumidamente: pequeno e bem cuidado. Tem dois edifícios, cada um com sua piscina e é o típico gracinha, dá gosto de ver como é bem mantido.

la quinta

La Quinta

Trecho pé-na-areia

Costa Linda

Costa Linda, é um dos maiores timeshare de Aruba. Especialmente indicado para famílias grandes, pelo tamanho dos seus quartos: todos são suítes com 1, 2 ou 3 quartos. Os de três quartos têm churrasqueira na varanda, os outros podem usar a churrasqueira na parte de baixo do hotel. O Costa Linda é superlativo: o hotel é enorme, os quartos são gigantescos, ele tem um sem-fim de atividades para os hóspedes e o trecho da praia é bem comprido. Eles tem até um mini-cinema ao ar livre. Leia os comentários de quem se hospedou aqui e mande um email para info@guiadearuba que eu vejo a disponibilidade de quartos e preços para a semana que você estiver interessado.

costa_linda_piscina

Bucuti

No trecho de praia seguinte está o hotel boutique de Bucuti & Tara. O Bucuti tem tantos prêmios e tantas particularidades que vou tentar resumir. É o hotel mais premiado de Aruba e um dos mais reconhecidos do Caribe. O motivo? Ele é impecável para o que se propõe: um hotel para escapadas românticas de casais.  Ele tem um atendimento personalizado, o dono recebe todos os hóspedes e costuma estar sempre lá, além de todo o staff, treinado para realizar os mínimos desejos dos hóspedes. É totalmente focado em casais/adultos e não aceita crianças. É o único hotel grande que abertamente recebe pessoas de qualquer orientação sexual. É um hotel totalmente verde, muito além daquela coisa de não deixar a toalha no chão: todo o edifício é pensado para reaproveitamento da energia e da água, não usam utensílios de plástico, priorizam produtos locais, bom, um sem fim de práticas que vale a pena conhecer só para ver as muitas formas de colaborar com o meio ambiente. Oferecem pacotes de férias e casamentos “verdes”, além dos normais. Nunca me hospedei lá, mas a área externa é impecável, não tem como notar a excelente manutenção dos edifícios e o paisagismo. Leia os comentários de quem se hospedou lá e faça as suas reservas aqui.

bucuti

Bucuti

Manchebo

O Manchebo é outro hotel que se dedica ao turismo para casais. Todo o hotel é pensado para dar uma atmosfera romântica, com um spa à beira mar, restaurantes com um clima especial e o atendimento é muito pessoal. Apesar do hotel aceitar crianças, cabe no máximo uma a mais no quarto. O hotel é tão pensado para casais que não existem quartos com camas separadas. Eles têm poucos quartos e por isso mesmo, é muito concorrido, normalmente é preciso fazer reservas com meses de antecedência para conseguir um quarto. Ele tem uma opção de all-inclusive para os hóspedes que assim desejem. O dono do hotel mora lá e costuma receber seus hóspedes e o trecho de praia é sensacional. Leia os comentários de quem se hospedou lá e faça a sua reserva aqui.

praia manchebo

Trecho de praia do Manchebo

Aruba Beach Club

Se tem um hotel que eu conheço bem é esse. Ele é um timeshare onde meus sogros tem uma semana. Foi na piscina deles que meu marido aprendeu a nadar e pretendemos comprar a nossa semaninha lá este ano. Foi lá também que eu trabalhei por quatro meses cobrindo uma licença maternidade, então eu sei das condições dos quartos e da manutenção. Por isso, eu recomendo de olhos fechados: os quartos são espaçosos (tem studio para até 4 pessoas e suíte de 1 quarto para 5 ou 6 pessoas), com cozinha completa e tantos os móveis quanto as roupas de cama estão sendo constantemente renovados. O parquinho é uma gracinha e fica conveniente perto das piscinas, o que faz que as crianças gastem energia o suficiente se dividindo entre parque e piscina. O trecho de praia justo em frente é pedregoso, mas o trecho do lado direito em direção ao Manchebo é ótimo e para quem gosta de ondinhas, essa é a sua praia. Ao contrário das outras praias de Aruba, em que o mar é bem calminho, o trecho em frente ao ABC e Casa Del Mar é mais agitado para os padrões locais. Fica em frente ao shopping Alhambra, com boas opções de lojas, mercado, bares e restaurantes, além do Cassino Alhambra. Na baixa temporada (entre abril e novembro) dá para encontrar preços incríveis através das semanas alugadas pelos proprietários, menos de $900 por uma semana num pé-de-areia em Aruba. Se você quiser alugar uma semana, mande um email para info@guiadearuba, que eu vejo os preços e a disponibilidade para você.

Aruba Beach Club

Aruba Beach Club

Casa Del Mar

Até alguns anos atrás, o Casa Del Mar e o Aruba Beach Club eram blocos separados de um mesmo hotel e até hoje eles compartilham as facilidades dos hotéis, embora  sejam administrados por separado. O Casa Del Mar acabou se especializando em famílias maiores, por isso no edifício principal todos os quartos são suítes com 2 quartos que abrigam até 6 pessoas. Do outro lado da rua, eles têm outro edifício, que não é pé-na-areia com suítes de 1 quarto para até 4 pessoas. Os quartos são ótimos e foram totalmente renovados em 2013. O trecho de praia bem na frente do CDM é pedregoso, assim como o do ABC, mas se vc der só uns passinhos mais à esquerda vai estar na praia do Divi All Inclusive, que é maravilhosa. Nós já nos hospedamos duas vezes no CDM, sendo que a última em outubro de 2014. Na frente dele está o shopping e o cassino Alhambra. Como todos os timeshare, é possível conseguir quartos grandes por um preço impossível de se conseguir em Palm Beach para toda uma semana. Se você estiver interessado em alugar uma semana, mande um email para info@guiadearuba informando para quantas pessoas e qual a semana procurada que eu mando os preços e a disponibilidade.

vista da piscina

Divi All Inclusive e Tamarijn All Inclusive

Esses all inclusive fazem parte do mesmo grupo e compartilham suas facilidades. Embora eu não seja a favor de sse sistema em Aruba, se eu tivesse que recomendar um em Aruba, seria um desses dois. Um dos diferenciais é a variedade de equipamento esportivo à disposição dos seus hóspedes. Todo equipamento de esporte aquático não motorizado está à disposição dos clientes: caiaques, pranchas de surf, equipamento de snorkel e windsurf. Eles também têm bicicletas de todos os tipos: masculinas, femininas, infantis e com cadeirinha para bebês. Lá está a única rocha para escalada da ilha. E também eles oferecem muitos tipos de curso para os hóspedes, como aulas de dança, jogos de tabuleiro, jogos de cassino e até papiamento. Na minha opinião, eles têm um dos melhores trechos de praia de Aruba e como se isso não bastasse, eles também têm a maior extensão de praia da ilha, mais de 1 km, o que faz com que eles também tenham o maior número de quartos pé-na-areia. Sabe aquela coisa de sonho de ter um quarto, com uma varanda que dá na praia, onde tem uma rede entre dois coqueiros? Assim. Leia comentários de quem se hospedou lá e faça a sua reserva aqui.

trecho de praia Tamarijn

Quartos pé-de-areia do Tamarijn

 

vista das cabanas do Divi Aruba

Cabanas de piscina do Divi Aruba

Divi Golf e Divi Dutch Village

Do outro lado da rua estão os outros dois hotéis do grupo: o Divi Dutch Village e o Divi Village Golf & Beach Resort. Estes hotéis não são pé-na-areia, eles ficam do outro lado darua, como praticamente todos os hotéis de praia do Brasil. Os dois funcionam em esquema de timesharing e compartilham suas facilidades. O Divi Golf  é bem novo, tem uns dez anos e tem um campo de golfe, vários lagos e é o maior resort de Aruba em termos de terreno ocupado. Ele foi construído numa área que tinha vários lagos e tem um paisagismo muito legal, que incorporou os lagos, o campo de golfe, as piscinas e os edifícios do hotel. Os quartos são muito bons e espaçosos, todos têm cozinha completa e alguns têm uma jacuzzi na varanda. Os quatro hotéis Divi tem um shuttle que leva seus hóspedes a outras partes de Eagle Beach, incluindo o cassino Alhambra, que pertence ao grupo dono dos hotéis. Leia os comentários dos hóspedes e faça a sua reserva aqui.

vista da piscina infinita do Divi Golf

Vista da piscina infinita do Divi Village Golf

 Hotéis de Oranjestad

De momento existem dois hotéis no centro, mas estão em planejamento dois mais: um hotel para viajantes de negócios na Mainstreet e um hotel-boutique no aeroporto. O melhor de ficar no centro é ter diversão e compras por perto sem ter que alugar carro e por preço justo. Quinze anos atrás quando ainda não existiam shoppings nem restaurantes em Palm Beach, existia Oranjestad, que concentrava todas as compras e toda a vida noturna. Existem muitos, mas muitos restaurantes, tanto nos shoppings quanto fora deles, dois cassinos grandes, sendo que um deles é 24h. No linear park, o parque linear que vai dos jardins do Renaissance até o aeroporto, também tem alguns barzinhos, tanto na praia quanto na praça e tudo vive lotado de segunda a segunda. A variedade de lojas é maior do que em qualquer parte da cidade, então você não precisa se preocupar em reservar um dia para fazer compras, qualquer dia pode ser esse dia. O público em sua maior parte é de locais, o que faz com que a experiência do turista seja diferente das outras zonas hoteleiras.

Renaissance

O Renaissance tem dois edifícios separados – um se chama Marina e o outro Ocean Suites – e uma ilha particular, chamada Sonesta. O Marina é um adults-only, não se permite crianças. Nesse edifício fica o Crystal Casino, o único cassino 24 horas de Aruba. Também nesse edifício está o shopping mais chique de Aruba com marcas exclusivas como Louis Vitton, Custo, Gucci, BCBG, Michael Kors, etc. Leia comentários de quem se hospedou no Renaissance e faça a sua reserva aqui.

Os hóspedes de ambos os edifícios tem acesso à ilha particular do hotel. Todos os dias, a cada 15 ou 20 min. sai uma lancha do edifício principal para a ilha. A ilha e o passeio de lancha são uma atração à parte. A ilha tem um bar grande e se divide em duas praias, assim como os hotéis. Uma é a praia dos flamingos, reservada só para adultos e onde é permitido fazer topless e a outra é a praia das iguanas, para o público familiar. Se você quiser alugar uma semana no Renaissance Ocean Suites, escreva para info@guiadearuba.com que eu verifico a disponibilidade de quartos e preço.

Renaissance Ocean Suites

Renaissance Ocean Suites

praia dos flamingos

Praia dos Flamingos na ilha privada

Talk of The Town

O Talk of The Town, que fica em frente à Plaza di Turismo, no linear park, que é a praça que termina em Surfside Beach, uma praia que eu adoro para ir com crianças, porque fica numa baía e não tem ondas, o mar é calminho, calminho. Não conheço o hotel por dentro, mas dois anos atrás eles fizeram uma grande renovação,

A maioria dos hotéis está sempre novando e eles costumam renovar tudo, mas tudo mesmo, a cada cinco ou seis anos. Como o mercado hoteleiro é bem competitivo, eles precisam estar renovando para não ficar para trás. Cada vez que há uma renovação, eles vendem, normalmente a preço de banana, para os empregados (alguns revendem, hehehe) todos os móveis do quarto e alguns trocam inclusive todo o banheiro e/ou cozinha. Uns amigos que ficaram no Costa Linda recentemente dizem que a cozinha do quarto é top de linha, novinha em folha.

O mais importante para saber de Aruba é que não existe hotel ruim nem praia ruim, assim que elimine essa preocupação da sua cabeça. Mesmo os hotéis mais simples não são o tipo de simples que vêm à cabeça de um brasileiro. São simples para o padrão da ilha: sempre vão ter uma cama king size, um quarto muito espaçoso e um balcão, e provavelmente estariam num padrão de 3 a 4 estrelas no Brasil.

Muita gente pergunta qual é o melhor hotel de Aruba e eu sinceramente não saberia responder. Dizem que o mais luxuoso é o Hyatt, onde fica a família real, mas eu gosto mais das piscinas e da área externa do Hilton e do Marriott. A área externa do Divi Village Golf é de babar: não tem como não se impressionar pelo conjunto dos lagos com campo de golfe, com piscina infinita, com o restaurante envidraçado que te dá a sensação de estar flutuando. E eu não canso de ouvir elogios ao Bucuti e ao Manchebo, com seu atendimento personalizado. Os praticantes de esporte e amantes de praia são público fiel do Divi Aruba e do Tamarijn e não tem quem não goste da piscina com correnteza e o super cassino do Marriott. O Amsterdam Manor tem seu público fiel assim como o Costa Linda. Assim que escolher o hotel para ficar depende mais do tipo de experiência que você quer ter do que de um suposto ranking.

Procurando hotel em Aruba?

Se você fizer sua reserva através dos links aqui do blog, a eu ganho uma comissão. Essa é uma forma de apoiar o Guia de Aruba e ajudar a criação de mais conteúdo. O preço é o mesmo do Booking, você não paga nada a mais para mim, mas o booking sim. E eles sempre têm os melhores preços, você pode cancelar quando quiser e tem suporte em português se precisar.