Um cadáver em nossa casa

Tudo começou na 5ª feira passada, quando comecei a notar moscas no nosso quarto. Nessa época do ano, depois da época das chuvas, é normal o aumento no número de insetos. No começo do ano passado tivemos muitos mosquitos e esse ano foi a vez das moscas. Mesmo assim, eu estranhei o aparecimento de moscas verdes e enormes no nosso quarto. Fechei as portas, pus um pouco de baygon e varri o quarto depois. No dia seguinte, outra vez o quarto se encheu de moscas. Comentei com meu marido que devia haver algum “ninho” de moscas ou coisa parecida e usei o flits de novo.

No sábado começamos a sentir o cheiro inconfundível de carne podre e pensamos que só podia ser alguma lagartixa ou ratinho que escapou do nosso gato. Tiramos colchão, travesseiros, puxamos a cômoda, o armário e nada. Só conseguimos dormir depois de por um desodorisante para disfarçar o cheiro, mas mesmo assim estava difícil. No domingo meu marido, com nariz mais apurado que o meu, notou que o cheiro vinha do ar condicionado. Abrimos, limpamos os filtros, ele tentou ver alguma coisa com a lanterna, mas nada.

Na 2ª feira, liguei para vários técnicos de ar condicionado, só para ouvir que antes de 4ª feira nada feito. O cheiro sumiu, mas depois das moscas verdes, passaram a aparecer larvas esquisitas arrastando-se pelo quarto. Eu até me lembrei de um dos episódios de CSI em que o Grissom explicava a ordem em que os insetos atacavam um corpo em decomposição e fiquei pensando que em breve chegariam os besouros.

Finalmente chegou a 4ª feira e a essas alturas o nosso visitante indesejável resolveu dar as caras. Ele deve ter escorregado um pouco de onde estava e foi fácil para o técnico tirá-lo de seu esconderijo. Vou poupá-los de fotos em close do nosso cadáver, porque detesto imagens escatológicas.

rabo da lagartixa

O rabinho da defunta

O técnico limpou e revisou todo o aparelho e descobrimos que a tal lagartixa estava usando o ar como casa dela. Havia um monte de restos de cocô e moscas mortas. Aproveitei e falei para o técnico revisar os outros aparelhos também e foi uma sujeirada só, nunca imaginei que ar condicionado acumulasse tanta porcaria. Eu, que nunca tinha tido ar condicionado antes de vir para Aruba, não sabia que eles tem que ser limpos por um técnico especializado a cada 6 meses. Os nossos ficaram 1 ano e 2 meses sem limpeza. 😮

Espero que agora acabem as crises constantes de tosse nos moradores dessa casa ;).

6 ideias sobre “Um cadáver em nossa casa

    • Lu, essa limpeza foi milagrosa. Paramos de tossir! Sabe que todo mundo vivia com tosse aqui? E eu não parava de limpar a casa, mas a sujeira vinha do ar-condicionado mesmo.

  1. O calor daí não é igual ao daqui, acredite. Eu morei 12 anos em Sampa sem ar condicionado e não me lembro de ter feito falta. O ventilador e a janela aberta bastavam. Nada como a segurança de um andar alto ;).

  2. Isso só é problema pra quem tem ar condicionado, pense bem!
    Eu não tenho e passo frio no inverno e calor no verão!
    Besitos,
    NNN

  3. Que horror Bel! Pensava que era um rato,pela foto. Ugh!
    Eu também tenho ar condicionado em casa, apesar que aqui é muito difícil ver bichos vou comentar com o Ernesto… Eu, hein…

  4. Pois é, Ale. Mesmo os aparelhos que não tinham lagartixa estavam muito sujos. Ele fez uma super limpeza, ficou mais de uma hora com cada aparelho: limpou os filtros, passou um produto químico que faz a sujeira pesada se soltar, tipo um desengordurante. Esfregou tudo, passou um antibactericida, mediu os níveis de gas, a pressão da bomba e revisou os drenos, um deles estava quase todo entupido por isso estava pingando dentro. Ele falou que a revisão de ar condicionado deve ser feita a cada 6 meses e o da nossa casa tinha sido feita pela última vez em out/2010, quando nos mudamos.
    Eu nunca tinha tido ar condicionado em casa, por isso não fazia. Mas conversei com minha irmã no Brasil e ela disse que na casa dela também se faz isso a cada 6m.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *