As tartarugas marinhas de Aruba

placa explicativa postada num dos ninhos de tartaruga

Placa explicativa do projeto

Todos os anos as tartarugas marinhas das espécies tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea), tartaruga-amarela (Caretta caretta), tartaruga-verde (Chelonia mydas) e tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) vem se reproduzir nas praias de Aruba. Na atual temporada já foram identificados e protegidos mais de 70 ninhos, a maioria em Eagle Beach. Este ano, alguns ninhos apareceram em Palm Beach também, algo que não é comum e fazia alguns anos que não acontecia. A época da posta dos ovos é de março a setembro e a época de nascimento é entre maio e novembro.

O nome da fundação que cuida dessas espécies é a TurtugAruba, que instrui turistas e trabalhadores dos hotéis para lidar com a situação dos ninhos, além de vigilá-los e protegê-los.

Tudo começa quando alguém avista uma tartaruga na praia, normalmente à noite. Quando isso acontece, a organização é avisada. Eles vêm, cercam o lugar, cadastram a época da posta e passam a cuidar o local periodicamente para assegurar-se de que ninguém vai entrar ou mexer. Eles também calculam a data aproximada do rompimento dos ovos. Quando essa época chega, se o ninho estiver na frente de um hotel ou restaurante, o estabelecimento é orientado a apagar todas as suas luzes que estão orientadas à praia para evitar que a tartaruguinha não se confunda. Isso porque os ovos normalmente se rompem à noite, devido ao resfriamento da areia e as tartaruguinhas recém-nascidas caminham em direção ao mar, seguindo a luz do luar. As luzes dos estabelecimentos podem guiá-las na direção contrária, fazendo-as correr o risco de morrer de desidratação ou atropelamento. Os turistas também são orientados a não tirar fotos com flash à noite na praia nem usar lanternas, isqueiros ou equipamento de filmagem para tentar visualizar o rompimento dos ovos.

Nós temos uma conhecida que trabalha na TurtugAruba e ela nos comentou como a colaboração dos hotéis aumentou nos últimos anos. No ano passado, o Bucuti chegou a ficar mais de uma semana com todas as suas luzes direcionadas à praia apagadas, inclusive o bar de praia deles não abriu. O que não deixa de ser louvável já que eles perdem uma graninha com o fechamento temporário.

As tartarugas marinhas põem seus ovos na praia onde nasceram e em cada desova, elas põem uns 115 ovos. Elas desovam de 6 a 8 vezes por temporada, mas só se reproduzem a cada 2 ou 5 anos. Parece muito, mas de cada 1.000 filhotes, apenas um chega a ser adulto.

Outras recomendações dadas durante a temporada: remover todos os obstáculos entre o ninho e a praia, como espreguiçadeiras ou equipamentos esportivos; não andar com o carro sobre a praia, porque a areia fica muito densa e as fêmeas não conseguem cavar para por seus ovos (deveria ser uma recomendação desnecessária) e não jogar lixo na praia, porque sacos plásticos e outros dejetos podem ser confundidos com comida e matar as tartarugas (idem). Assim que se você quiser colaborar, não faça nada ;), simplesmente deixe a natureza seguir seu curso.

Uma ideia sobre “As tartarugas marinhas de Aruba

  1. Pingback: Feriados de 2015 e melhor época para viajar para ArubaGuia de Aruba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *