Meu aniversário no Blossoms

retrato de familia

Dia 4 foi meu aniversário e resolvemos comemorar num dos nossos restaurantes favoritos, o Blossoms. Aliás, a temporada de aniversários em setembro está alucinante: estamos tendo uma média de 3 por semana. Na próxima é o aniversário da filhota e por isso não costumo fazer nada no meu. Festa de criança sempre tem aquelas preparações trabalhosas, como fazer convite, comprar coisas do tema, preparar os saquinhos surpresa, comprar os badulaques da pinhata e como a família do meu marido é grande, eu não tenho ânimo de receber mais de cem pessoas duas vezes no mesmo mês.

Fazia muito tempo que não íamos ao Blossoms, que é um restaurante asiático cujo forte é o show nas mesas de teppanyaki. Teppan yaki significa carne na chapa em japonês e os restaurantes de teppanyaki são muito populares nos EUA e, consequentemente, não podia faltar em Aruba. Pelo o que me consta, na versão brasileira, a carne e os legumes são levados para a mesa numa chapa, mas fora do Brasil, esse tipo de restaurante costuma incluir um show. Os clientes se sentam em cadeiras postas em forma de U ao redor de um balcão e no centro tem uma chapa, onde o chef prepara o yakimeshi, os legumes e a carne na frente dos clientes, normalmente fazendo malabarismos com os talheres, com os ovos e fazendo desenhos com o yakimeshi. Em cada mesa com show sentam-se até quinze pessoas, o que significa que, a não ser que você esteja num grupo grande, vai se sentar com outras pessoas. Na nossa mesa haviam dois outros casais, todos turistas americanos, muito sociáveis e falantes, como costumam ser.

Uma das coisas que gostamos (principalmente a filhota) no Blossoms é a decoração, cheia de efeitos com água.

aquario

filhota admirando uma das cascatasfilhota curtindo a cascatinha

 

O menu era simples, algumas opções de entrada e na seção de prato principal, basicamente o que você tem pra escolher são os tipos de carne que quer, porque o menu já inclui uma sucessão de pratos. Acabamos pedindo um tempurá de entrada, mas nem devíamos, porque acabamos não conseguindo terminar nossa comida de tão cheios. Os preços do prato principal variavam de uns $27 a $39, dependendo do tipo de carne. Pedimos dois special of the day, que naquele dia era um mixto de carne, frango e camarão.

A refeição começou com uma saladinha. Tomei uma piña colada para acompanhar aproveitando que não estava dirigindo. 😀

nossa salada e bebidasEm seguida havia duas opções de sopa, escolhemos a de frango (não me lembro qual era a outra). Na verdade é mais um caldo porque do frango mesmo, nem sinal.

sopa de frango Depois veio o tempurá que tínhamos pedido à parte.

tempuráA seguir, chegou o chef e começou o show. O primeiro truque que ele fez foi acender um fogo que assustou tanto a filhota, que demoramos quase dez minutos para que ela se acalmasse e aceitasse sentar-se na mesa outra vez. Por isso, fica um aviso aos pais de crianças pequenas: talvez seja uma boa ideia pedir ao chef para saltar essa parte do fogo. O resto do show, achamos bem fraquinho, talvez porque tenhamos tido um chef tão bom da última vez, que fazia tantos truques, que ficou aquela expectativa na nossa cabeça. Ele, por exemplo, só fez um desenho com o arroz enquanto o outro fazia vários, realmente brincava com a imagem. Então, a questão do show acaba dependendo muito de sorte, porque pelo visto, o nível dos chefs não é igual.

chef preparando o arroz

 A quantidade de comida acabou superando a nossa fome.

teppanyaki de carne e legumes

Para finalizar, faz parte do menu um sorvetinho. Como meu marido tinha avisado que era meu aniversário, o meu veio bem grandão, com uma daquelas velas que parecem um foguete e os garçons vieram cantar parabéns para mim.

meu sorvete de parabéns

A conta veio salgada, mas isso já sabíamos, saiu $114. Tínhamos pedido dois pratos, um tempurá de entrada e umas 4 bebidas. Os 15% do serviço vieram incluídos na conta. Resumo da nossa experiência: ficamos decepcionados com o show, que foi a maior razão de termos ido lá, mas a comida era farta e gostosinha. Bom, eu achei a carne salgada, meu marido achou normal, mas talvez seja porque eu ando usando cada vez menos sal, então pode ser uma questão de paladar.

Você já comeu em restaurante teppanyaki? Deixa o seu relato aí pra gente comparar nossa experiência. 😉

13 ideias sobre “Meu aniversário no Blossoms

  1. Pingback: Feriados de 2015 e melhor época para viajar para ArubaGuia de Aruba

  2. Pingback: Onde comer em Aruba - Aqui em ArubaAqui em Aruba

  3. Bel, seu blog é muito bom, acho que o único sobre Aruba escrito por uma brasileira, portanto ficamos ansiosos com seus posts e entramos todo dia. Escreve mais para a gente, pelo menos um por semaninha, se não for pedir de mais… :)

      1. Obrigada, Ale. Não é pedir demais não, o problema é que estive muito sem tempo. Agora passou o aniversário da filhota e vou tentar retomar o fluxo de posts. Outro problema é o meu perfeccionismo também. Quero fazer um post sobre comidas, mas enquanto eu não tiver fotos de todos os pratos, não me animo a tirar, sabe? Mas vou tentar fazer algum mais simplesinho urgente. 😉
  4. Bel,

    Antes de mais nada, Parabéns….. Felicidades….

    Seguinte, estou 90% fechado com uma passagem, via Panamá para Aruba no carnaval – de 07/02/2012 a 12/02/2012.
    Estou indo sozinho, para descansar e curtir uma gostosa praia. Minha dúvida é:
    – Alugo um carro ou a locomoção é tranquila?
    – Estou em duvida quanto ao Hotel – tinha visto um bem barato em Oranjestad – e gostaria de saber se a localização é boa.

    No mais, só lendo seus relatos pois adorei o blog.

    Fico no aguardo de uma resposta.

    Obrigado

    • Oi Marcial,

      A que você se refere com locomoção tranquila, transporte público? Os ônibus não são bons não, mas existe transporte entre o centro e a zona dos hotéis. Agora, se for para visitar Arashi, Baby Beach, Parke Arikok, daí tem que alugar carro ou fazer um passeio com uma operadora de turismo.
      Em relação ao hotel, imagino que seja o Talk of The Town, já que só existem dois no centro e o outro é o Renaissance, que não se enquadra na categoria de bem barato. Esse hotel fica em frente a Nikky Beach, na verdade em frente ao linear park, que meu marido está construindo. Você caminha uns 150 m e chega à praia. Nikky Beach é pequenininha e bem calma. Lá praticamente só existe um bar – o Nikky Beach – e um restaurante que funciona à noite. É uma praia frequentada basicamente por holandeses e nos fins de semana, por locais também. Se você se hospedar no centro, pode sair à noite a pé pelos restaurantes e bares do centro. Caminhando 1km pelo linear park você chega ao Seaport Mall, um shopping à beira mar, em frente à marina, onde tem bares, cinema e restaurantes. Também é um point de holandeses e locais. Enfim, se você se hospedar no centro, vai ter uma experiência bem diferente de ficar em Eagle Beach ou Palm Beach, que são frequentados mais por turistas americanos. Ah, sim, a rota do Carnaval passa em frente ao Talk of The Town, daí você pode ver o desfile sentado na varanda hotel. 😉

      Não conheço esse hotel por dentro. Sei que o dono é venezuelano, assim como muitos dos hóspedes. E sei também que eles tem uma ótima piscina.

  5. Oi Bel, parabéns atrasado pelo aniversário!! Aproveitando seu post lugar diferente pra comer, estou indo pra Aruba semana que vem e quero sair pra algum lugar descolado que tenha música latina, pista pra dançar… Você sugere algum lugar? Beijo

    • Obrigada, Marina. :) O point da salsa em Aruba é o Club Hipsz. Tem também o Cuba’s Cooking, mas este é um restaurante que tem pista e tem banda tocando. Já o Club HIpsz é só pra dançar mesmo.

  6. Oi Bel, parabéns e muitas felicidades! E obrigada pelo post, ótima dica, já anotei pro mês que vem! :) Será que a gente consegue se encontrar? Beijos!

  7. Olá Bel !!
    Felicidades pelo seu aniversário !! Aqui na minha cidade (Ribeirão Pires, São Paulo) temos um restaurante japonês que serve Teppanyaki. A diferença é que eles trazem um pequenino fogão a gas e nós mesmos preparamos. Eu gosto pois deixo os ingredientes no ponto que prefiro !!

    Até logo !!!

    • Obrigada, Dal! Que interessante essa do fogãozinho a gás, nunca vi não. Aqui na hora de fazer o pedido, você especifica como quer a carne: bem passada, ao ponto, puxando pra mal passada, ao ponto puxando pra bem passada ou mal passada. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *